terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Puta




‘’Uma Puta’’
 (Baseado nos versos do Ilustre Rogério Skaylab)
Por: Junior Nodachi

Em plena festa com aquela saia rodada de pregaras curtas. Uma safada, Gostosa! Pele pecado feroz e de vigor volumétrico. Cabelo enrolado, dançando no sapatinho, gostosa! No final das contas vocês vão parar num motel e transam a noite inteirinha. Um mês depois ela aparece em sua porta, grávida, e não quer tirar a criança. Conclusão; você vai ter que pagar pensão o resto da vida. Ela te ama? Não!!! O que é ela é então? PUTA! É PUTA!!! Mas você insiste, não desiste, quer fazer umas compras, uma calça, vai ao shopping. A vendedora lhe atende, vem ao seu encontro com um sorriso no rosto, intimidade e carinho. Gostosa, sensual e provocante. Ai você não pensa nem enxerga mais nada, compra calça, camisa, terno, cueca, meia e sapato. Conclusão; ela é uma vendedora? NÃO!!! O que ela é então? PUTA! É PUTA!!! Trabalha estressado o dia inteiro, no final do expediente chega aquela funcionaria nova, falando mancinho, manhoso. Lábios carnudos e um cabelo preso que da vontade de agarrar. Gostosa, maliciosa! Chega ao seu lado com uma papelada na mão pedindo sua ajuda. Ai você não pensa, não sente mais nada.  Faz, ajuda, revisa e entrega o trabalho. Conclusão; ela é coleginhaa? NÃO!!! O que ela é então? PUTA! É PUTA!!! Saindo de lá você encontra aquela paixonite de tempos, conversam, logo você sente aquele cheiro de xampu, senta pertinho, a voz dela parece te deixar excitado a cada silaba, vogal, acento, numeral e consoante. Não tira o olho das perninhas gostosas. Ela vem com uma proposta indecente, você acha que agora vai rolar algo, que vai ter um futuro bom, e ela pede muito sexy, olhos nos olhos, boca entreaberta. Ai você faz, refaz e tréfaz. Conclusão; ela é amiga? NÃO!!! O que ela é então? PUTA! É PUTA!!! Paris, cidade estrangeira, cheia de cafés e francesinhas gostosas, bela vista, cheiro bom e momentos únicos. Tem Money? Não. Então não pode não. Conclusão; essa cidade te ama? NÃO!!! O que ela é então? PUTA! É PUTA!!! Calma, o que é isso? - Disse a psicanalista junto aos meus delírios – é que todas as coisas que eu via; escolas, hospitais, crianças, velhinhas, pareciam putas. Trinta minutos depois, paguei a consulta e voltei sozinho pra casa com... Com aquela sensação... PUTA! É PUTA!!!

O novo


‘’O novo’’
Por: Junior Nodachi

Quando abatia, debatia, injetava tecnologia.
Encosta na tua pele ferro quente.
Jovem desenhado.
Com acessórios plásticos,
Metálicos poéticos,
E tumores linfáticos.

Vou botar um parafuso na cabeça.
 Dizer: é high tech.
Vi a vista do fashion.
Vou botar um aparelho no meu dente.
Vou botar um córneo na minha testa
Viva meu limbo minério.
Viva o sexo histérico.

Contos do carochinho


‘’Contos do carochinho’’
Por: Junior Nodachi




Por que esta tão seria? Eis uma mulher pálida e garbosa, de sorriso discreto e enigmático.
Às vezes as pessoas passam e falam com ela, às vezes passam e não. Talvez possa ser pelos seus olhos negros, ou por ser uma Rapunzel moderna.

“Rapunzel está cada vez mais bonita! Vou prendê-la numa
torre da floresta, sem porta e com apenas uma janela, bem alta,
para que ninguém a roube de mim, e usarei suas tranças como
escada.”

Mesmo na torre Rapunzel é admirada pelos seus pássaros, que passam o dia cantando com ela, vendo-a dançar de forma elegante.
Milhares de pessoas passam por de baixo da sacada de Rapunzel, milhares de vidas fluindo em correnteza por todos os lados. Rapunzel, feliz como é, sente-se presa às vezes, mas ama cada segunda de reflexão e sonhos parisienses. Dizem que por fora é casca dura, e que por dentro é carência pura, mas será que certo estão?

Muitos príncipes a desejam, muitos a conquistaram, pois Rapunzel não é inocente e isenta de malicia, ela é só uma moça, uma mulher presa nas letras das musicas que passa o dia ouvindo. Rapunzel é mais passado que futuro, diziam eles. Mas pra mim, que numa das passadas junto à corrente rápida e apressada do leito vigente, reparou q ali tinha uma torre, e que nessa torre uma voz baixa e frenética cantarolava;

‘’ Scar tissue that I wished you saw
Sarcastic Mister Know-it-All
Close your eyes and I'll kiss you 'cause
With the birds I'll share
With the birds I'll share
This lonely view
With the birds I'll share
This lonely view’’


E por ali eu fiquei, até a música acabar, até sentir o frescor da corrente que flui. O misturar dos perfumes de cada um, e a voz da Rapunzel latejar em minha mente de rua cheia de rabiscos e café. E assim eu fui hipnotizado.
— Rapunzel! Jogue-me suas tranças!

O senhor duro



‘’O meu pau fica duro’’
Por: Rogério Skylab
 

Doutor, me explica: por que é que às vezes quando eu fico parado, sem fazer nada, o meu pau fica duro? Não é bexiga cheia, não é mulher pelada, é assim de repente, o meu pau fica duro.